Polícia

Portador de deficiência e esfaqueado no Guanã, autor e populares tentaram agredir os Bombeiros

Fonte: Da Redação em 09 de Janeiro de 2018

Soni de 27 anos é portador de deficiência mental e foi encaminhado por populares até a UPA em estado gravíssimo.

Reprodução Facebook

No início da noite de segunda-feira (08), por volta das 18h55, um homem foi esfaqueado na Rua José Maciel de Barros em frente ao Projeto "CERDA¨ no Bairro Guanã, a vítima de 27 anos conhecido como Soni, é portador de deficiência mental e foi encaminhado por populares até a UPA em estado gravíssimo. O agressor tentou agredir os Bombeiros que foram acionados para atender o caso e tiveram que utilizar de força armada para detê-lo, até a chegada da polícia.

Uma viatura dirigiu-se até o local para atendimento a vítima, chegando no local, os militares foram informados que o esfaqueado havia sido levado por moradores até a UPA. Ao questionar os populares sobre o ocorrido a guarnição avistou um indivíduo com uma faca na mão e que tentava entrar dentro do projeto CERDA, foi quando as testemunhas disseram que era ele o autor dos golpes.

Diante da situação, os Bombeiros deram voz de prisão ao indivíduo e pediram para que joga-se a faca no chão, porém, ele não obedeceu a ordem e ainda pegou uma pedra ameaçando joga-la nos militares, foi necessário fazer uso da força para neutralizar a ação do indivíduo que resistiu a prisão, um tumulto generalizado se formou no local onde homens, mulheres, adolescentes e até crianças ameaçaram jogar pedras na guarnição e retirar o mesmo a força após detenção, por segurança, foi necessário a utilização de arma de fogo pelos Bombeiros durante a abordagem.

Aloisio de jesus Campos de 25 anos foi entregue a uma guarnição da Polícia Militar que chegou no local logo em seguida e deteve outro indivíduo que dificultou o trabalho das forças de segurança.

Segundo relatos do autor, ele disse que mataria um outro rapaz, mas a vítima do esfaqueamento ficou na sua frente e foi apunhalado duas facadas. Em contato com a equipe de plantão da UPA, informaram que Soni foi ferido no abdômen e na virilha esquerda onde atingiu a artéria femoral com intensa hemorragia e que seu estado era gravíssimo. (Com informações do 3ºGB)