Cidade

Famílias realizam vistoria nas moradias do conjunto Corumbella II

Fonte: Da assessoria PMC em 25 de Janeiro de 2018

Famílias verificaram funcionamento da unidade habitacional.

Clóvis Neto/PMC

Famílias contempladas com unidades habitacionais no conjunto Corumbella II realizaram, na manhã desta quinta-feira, 25 de janeiro, vistoria nas moradias. Elas conferiram se fechaduras, portas, janelas, paredes, piso e teto, por exemplo, estavam em perfeito estado ou com necessidade de reparos. A vistoria é realizada antes da assinatura dos contratos e entrega dos imóveis.

"A próxima etapa é a assinatura dos contratos que será no dia 30, no Poliesportivo da Porto Carrero. Estaremos com a equipe da Caixa Econômica colhendo assinaturas, além do apoio técnico da Caixa, Energisa e Sanesul", afirmou Luciane Andreatta, diretora-presidente da Agência Municipal de Habitação e Regularização Fundiária.

Luciane lembrou que os moradores podem posteriormente murar as residências, ampliar construindo mais peças e colocando garagem, por exemplo. O que eles não podem fazer é modificar a estrutura da moradia já estabelecida sem apoio técnico de um engenheiro. Cada unidade conta com área de serviço, sala, dois quartos, banheiro e cozinha. Conforme Luciane, estima-se que até 1º de fevereiro o conjunto seja entregue.

Dona Denise Candelária de Souza Ramos realizou vistoria com seu filho, nora e neto, com quem vai morar. "Estou achando muito bom vir morar aqui porque a gente que nunca teve uma casa, porque eu moro em um barraco de tábua, quando ganha uma oportunidade como essa acha uma maravilha. Estou me sentindo muito feliz com tudo o que Deus está me dando. Vou começar uma vida nova aqui, 2018 está começando diferente. Vamos conversar para podermos fazer mais uma peça e uma área coberta para lavar roupa. Vai ser tudo melhor porque está no nosso nome, nem que demore para pagar, mas a gente está no que é nosso", disse a idosa.

Para o conjunto também vão se mudar dona Elinete Tomé de Souza e seus três filhos. "Estou gostando muito de vir para cá. Estou morando de favor na casa do meu pai, mas pelo menos não estou pagando aluguel. Estou muito feliz porque agora o lugar vai ser meu", disse a beneficiada que não encontrou nenhum defeito na casa. "Acho importante essa vistoria porque a gente pode ver como é a casa e se tem algum problema. A expectativa está grande para vir para cá. Quando receber a chave, já vou me mudar", afirmou Elinete.

Tatiane de Amorim Costa Pereira vai morar no Corumbella II com seus quatro filhos. "Vai ser bom porque vamos sair do aluguel. Moro atualmente no Cristo e o dinheiro que era do aluguel vai sobrar para investir nos filhos. Só a minha filha de 15 anos que ficou chateada porque vai sair de perto dos amigos, mas quando falei a ela que ela poderia ir morar com o pai, ela resolveu ficar comigo. Falei a ela que vai ser melhor para a gente e ela poderá fazer novos amigos", disse Tatiane que não encontrou nenhum problema na construção durante vistoria.

Na tarde de quarta-feira, 24 de janeiro, as 224 famílias que vão receber casas neste conjunto participaram de reunião com a Agência Municipal de Habitação e Regularização Fundiária, onde puderam tirar dúvidas e serem orientados quanto aos trâmites para entrega das residências. A reunião aconteceu na sede do Corumbaense Futebol Clube. Conforme especificado pelo Governo Federal, esse empreendimento é voltado para famílias com renda de até R$ 1,8 mil. Os beneficiados vão pagar prestações mensais, de acordo com sua renda familiar, para poder adquirir o imóvel. O valor das prestações é estabelecido pela Caixa Econômica Federal.