Geral

Agesul realiza serviço emergencial e libera ponte na MS-184 para caminhões

Fonte: Silvio Andrade/Subcom em 25 de Janeiro de 2018

Silvio Andrade/Subcom

A Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) liberou nesta quinta-feira (25.1) o trânsito para todos os tipos de veículos sobre a ponte de madeira no km 4,2 da rodovia MS-184 (Estrada Parque), em Corumbá.

A Agência informa que apesar da travessia estar liberada para todos os tipos de veículos, permanece a orientação para que os usuários transitem em baixa velocidade pela ponte. A equipe de manutenção da 8ª Regional permanecerá monitorando o local a fim de garantir a segurança dos usuários.

A estrutura havia sido interditada parcialmente, na terça-feira (23), para passagem de caminhões, devido a uma deficiência estrutural causada pela forte correnteza das águas concentradas pelos rios Miranda, Aquidauana e Taquari nas pontes de vazão.

A pedido do Sindicato Rural de Corumbá, a Agesul realizou serviço emergencial executado por uma equipe enviada pela 8ª Residência Regional do órgão, garantindo a liberação da ponte em 48 horas para atender o fluxo de caminhões boiadeiros que seguem para a região transportando animais para um leilão de gado de corte a ser realizado neste sábado (27). "Como o nível do rio diminuiu foi possível realizar esse trabalho", explicou o diretor-executivo da Residência Regional da Agesul, Luiz Mário Anache.

"Mais uma vez o Governo do Estado nos atendeu prontamente, priorizando o atendimento ao nosso maior leilão de gado no Pantanal e garantindo acesso normal às propriedades", disse o presidente do Sindicato Rural, Luciano Aguilar Leite.

Segundo o dirigente ruralista, a interrupção do tráfego para caminhões na semana do leilão da Fazenda Novo Horizonte, na Nhecolândia, acarretaria em prejuízos aos produtores, que aguardam com expectativa a melhoria do preço da arroba do gado pantaneiro. "O desvio oneraria o produtor e o gado sofreria muito com a longa viagem", explicou.

Baixa velocidade
Nota da 8ª Residência Regional da Agesul, situada em Corumbá, divulgada às 16h40 desta quinta-feira, comunicou aos usuários da MS-184 a liberação da ponte, que fica localizada entre o Buraco da Piranha (BR-262) e o Passo da Lontra, ressaltando que a passagem pela estrutura "deve ser feita em baixa velocidade, conforme sinalização implantada no local".

Manutenção
Além de garantir o tráfego normal na MS-184 pela ponte avariada, a Agesul realizou serviço de manutenção da estrada em seus 40 quilômetros até o entroncamento com a MS-228 (Curva do Leque). A pista recebeu serviço de raspagem, apresentando excelente qualidade de tráfego para suportar o fluxo de caminhões durante a entrada e saída dos animais comercializados no leilão.