Política

Agência vai trabalhar na construção de terminal hidroviário e no desenvolvimento portuário

Fonte: Da assessoria PMC em 30 de Janeiro de 2018

José Antonio Assad e Faria, diretor-presidente da Agência Municipal Portuária.

Renê Marcio Carneiro/PMC

Criada através da Lei Complementar nº 211, de 09 de outubro de 2017, a Agência Municipal Portuária (AGEMP) instalada no Centro de Convenções do Pantanal Miguel Gómez, no porto fluvial de Corumbá. Dirigida por José Antonio Assad e Faria, a Agência tem como principal objetivo construir, manter e fiscalizar setor de embarque e desembarque de passageiros, além de fomentar o desenvolvimento da região portuária.

Conforme o diretor-presidente da AGEMP, a criação da Agência teve origem no convênio firmado entre o Ministério dos Transportes e a Prefeitura de Corumbá. Desde 1998, o Município é responsável por gerir o porto fluvial. Naquela área, foi estabelecido o Centro de Convenções que acabou fazendo também parte do porto, onde houve a necessidade de se instalar o terminal de embarque e desembarque e, para isso, foi criada a Agência Municipal Portuária. "Essa medida vem preencher uma lacuna muito grande que é exatamente dotar a cidade de Corumbá de instalações confortáveis e seguras para os passageiros que entram e saem da nossa hidrovia, especialmente os milhares de turistas que vêm passear na nossa cidade", disse José Antonio.

Conforme ele, a Agência vai trabalhar exclusivamente com embarque e desembarque de passageiros e não com mercadoria. "Outro papel importante é o de trazer para dentro da Orla Portuária de Corumbá a capacidade de fomentar e promover o desenvolvimento. Da mesma maneira que estamos trazendo esse equipamento para a orla, também podemos e devemos estar junto dos empresários e das pessoas que fazem esse trabalho aqui promovendo e encontrando oportunidades para se desenvolver. Temos um espaço muito grande entre a prainha e a cacimba da saúde onde temos inúmeras oportunidades de se promover desenvolvimento. Vamos estar juntos pensando nisso, pensando também na segurança dessa região. Em parceria com os órgãos de segurança, vamos ajudar a projetar medidas que possam servir para melhorar a qualidade de vida da população", afirmou José Antonio.

De acordo com ele, o conforto e a qualidade do serviço gerados pelo terminal fluvial serão benéficos tanto para empresários quanto para usuários. "Vamos oferecer instalações adequadas, um cais onde esses empresários possam aportar suas embarcações com segurança, amarrar os seus barcos, e vamos oferecer salas confortáveis e climatizadas para os passageiros embarcarem e desembarcarem com bastante tranquilidade. É um serviço a mais que vai ser prestado para o turista que vem para Corumbá", disse o diretor-presidente da AGEMP.

Inicialmente, toda a estrutura será implantada na própria instalação do Centro de Convenções. No entanto, uma área que está desativada será separada para ser o setor operacional onde será realizado o desembarque e embarque de passageiros. Esse será o terminal hidroviário que será separado da área não operacional, que é o restante do Centro de Convenções, que vai voltar a funcionar normalmente.

"O prefeito Marcelo Iunes está empenhado em promover esse desenvolvimento também com a construção do terminal hidroviário apropriado que será feito próximo ao Centro de Convenções, um terminal já projetado exclusivamente para essa finalidade. O prefeito está indo a Campo Grande e para Brasília para viabilização desse recurso para começarmos a construir. É um projeto muito bonito. A Agência responde a uma determinação muito forte da administração municipal de se trabalhar pelo desenvolvimento dessa região portuária. E, a partir disso aí, vamos estar empenhados, envolvidos nesse projeto por uma determinação do prefeito Marcelo Iunes", disse José Antonio. "Estamos ainda no processo de instalação. Nós estamos buscando a regulamentação, a normatização do funcionamento para, a partir do momento em que estivermos já funcionando plenamente, o prefeito Marcelo Iunes poder lançar oficialmente as atividades da Agência Municipal Portuária", concluiu.