Carnaval 2018

Com incentivo do Governo, Carnaval movimenta Mato Grosso do Sul

Fonte: Subsecretaria de Comunicação em 04 de Fevereiro de 2018

O Governo de Mato Grosso do Sul está apoiando o Carnaval 2018 em 26 municípios, com um investimento total de aproximadamente R$ 800 mil. De acordo com o secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, é um investimento com retorno garantido.

"É uma festa que resgata a cultura, com música e dança, e que estimula a economia do Estado. É impressionante o que movimenta nos postos de gasolina, restaurantes, vestuário, em vários setores. A cada R$ 1 de investimento gera R$ 7 na economia. Vale a pena investir no Carnaval e o que precisamos é profissionalizar cada vez mais", afirmou. Segundo o Ministério do Turismo, a expectativa é de que o Carnaval injete R$ 11 bilhões na economia brasileira.

Athayde Nery afirma que a festa popular é uma atividade cultural de alta relevância, que mexe com as emoções de pessoas de todas as idades e é um símbolo do País. "É incrível a relação de carinho e de amor, da criança ao idoso, às tradições a à cultura de quem vive o Carnaval. O mundo inteiro hoje olha para o Carnaval do Brasil. Então, que façamos desse símbolo algo positivo, uma festa da paz e da cidadania, saudável, e com cuidado para preservar o patrimônio e não sujar a cidade", disse.

Recebem apoio financeiro do Governo do Estado os carnavais de Paranaíba, Inocência, Maracaju, Pedro Gomes, Aquidauana, Bodoquena, Aral Moreira, Dois Irmãos do Buriti, Rio Verde, Ivinhema, Ladário, Fátima do Sul, Itaporã, Corguinho, Selviria, Bonito, Sonora, Jaraguari, Porto Murtinho, Glória de Dourados, Mundo Novo, Terenos, Corumbá, Caracol, Jardim e Campo Grande.

Corumbá
É de Mato Grosso do Sul o terceiro maior Carnaval do País. Reunindo 30 mil pessoas de várias partes do País em sete dias de festa, o carnaval de Corumbá só perde para Rio de Janeiro e São Paulo.

Secretária executiva da Liga Independente dos Blocos Carnavalescos de Corumbá (Liblocc), Edinir de Paulo conta que a cidade já está em clima de festa e com muito trabalho para preparar o melhor Carnaval do Estado. Ela é presidente do Instituto da Mulher Negra do Pantanal (IMNegra) que dá curso de corte e costura para mulheres que querem trabalhar na preparação da festa popular.

Se Corumbá já respira Carnaval durante todo o ano, em fevereiro o espírito festivo é ainda mais evidente. É uma verdadeira cadeia produtiva carnavalesca. "Tem muita gente trabalhando em função do Carnaval. As costureiras já passaram por capacitação o ano inteiro. Nas escolas, cada barracão tem sua equipe com 20 a 30 pessoas preparando tudo. Tem gente também fazendo almoço para todo esse pessoal. Todos ganham alguma coisa, tem o cantor, o mestre de bateria. Os hotéis e pousadas ficam lotados", conta Edinir.

Os foliões vão precisar de preparo físico para não perder o fôlego. A agitação começa já na quarta-feira (7.2), com o Desfile da Sandália. Na quinta (8), ocorre a coroação do Rei Momo. Um dia depois, na sexta (9), é o desfile dos blocos sujos. O desfile dos 11 blocos oficiais será no sábado (10). No domingo (11), desfilam cinco escolas de samba e; na segunda (12), outras cinco. Terça-feira (13) é dia do Carnaval Cultural. E, finalmente, na quarta-feira (14), será a apuração dos desfiles.