Carnaval 2018

Em grande estilo, Major Gama abriu o domingo de Carnaval homenageando Tanabi

Fonte: Assessoria de Imprensa PMC em 12 de Fevereiro de 2018

Renê Marcio Carneiro/PMC

Quinta colocada em 2017, no já extinto grupo de Acesso, a escola de samba Unidos da Major Gama trouxe para a avenida do samba do carnaval corumbaense uma homenagem ao paulistano radicado em Corumbá, José Antônio Garcia, o Tanabi. Personalidade que há mais de quatro décadas contribui para o desenvolvimento e reconhecimento da cultura corumbaense.

Com 11 bailarinos e coreografada por Johonie Midon, a Comissão de Frente fez a apresentação de Tanabi. Componentes executaram coreografia trazendo um casal trajado ao estilo espanhol e um casal trajado de italianos, representando a descendência de José Antônio Garcia. Casal de índios rememorou a origem guarani do nome que carrega consigo; além das personagens representando o ensino, o artista, o Frei, e o defensor do meio ambiente.

O carro abre-alas trouxe uma escultura de São Francisco de Assis, ajoelhado, trazendo consigo o símbolo da agremiação, uma pomba. Apresentou quatro guardiões, dois em cada lateral, e um centurião no alto, na parte central do carro. Ao fundo, uma grande aura dourada lembrou o poder de São Francisco de Assis, que remete ao momento em que, ainda jovem, Tanabi queria seguir a vida religiosa e foi seminarista devotado à ordem dos Franciscanos.

Sequência de alas mostrou as inúmeras facetas do homenageado como seminarista, ambientalista e artista plástico, que o fez ser o único artista do Mato Grosso do Sul a expor uma tela na ECO-92 no Rio de Janeiro. Segundo carro trouxe a imagem da vida lembrada pelas artes. Nele aparece a presença de elementos da fauna e da flora que o olhar de Tanabi retratou tantas vezes.

Ala ‘O banho do São João em Corumbá' mostrou Tanabi envolvido com o "fazer cultural de Corumbá" e seu envolvimento com o Banho de São João nas águas do Rio Paraguai. Ala das Baianas representou "Nossa Senhora do Pantanal" e lembrou o trabalho incessante na Casa do Artesão e sua relação com as várias senhoras da sociedade que projetaram e, assim como ele, puseram em funcionamento a Casa do Massa Barro. Desfile mostrou ainda o carro Casa do Artesão e Casa do Massa Barro.

Bateria do mestre Gerson Pereira "Gersinho", com 80 ritmistas, representou o Rei Momo lembrando o título dado ao homenageado durante o carnaval 2018 da agremiação. Tanabi é tratado como o rei que ganha a Major Gama e a passarela do samba, além, é claro, de representarem os muitos Reis Momos do carnaval corumbaense e o seu reinado de folia.

Parte final do desfile fez alusão ao Carnaval Cultura de Corumbá sempre incentivado por Tanabi, com representações das alas das Pastorinhas; do bloco do frevo; dos marinheiros; corso e bloco dos palhaços.

Ficha Técnica
Fundação: 05/03/1989
Presidente: Dilma Suely Santos Pereira
Cores: verde, amarelo, azul e branco
Comissão de criação (carnavalescos): João Braga e Betinho
Diretora de Carnaval: Silvana dos Santos Pereira Silva
Diretor de Harmonia: Maurício César Pereira da Silva "Xixo"
Enredo: "Nossa rua hoje tem rei e ganha a avenida: saudemos Tanabi, a cultura é sua vida"
Compositores do samba-enredo: Wander Timbalada e Mariano Araújo Filho
Intérpretes: Ricardo Ângelo Augusto "Ovo" e Dayvidson Castro
Número de componentes: 600
Número de alas: 11 + Ala das Baianas
Número de carros alegóricos: 04
Componentes da bateria: 80
Porta-bandeira: Karine Cavassa
Mestre-sala: Kléber Kosta
Rainha da bateria: Arianna Urquiza
Mestre de bateria: Gerson Pereira "Gersinho"